Filmes negros que marcaram a ruptura racial nas telas de cinema.

Esta paginas tem como objetivo, mostra vários filmes negros que contribuíram na ruptura racial das telas de cinema.

1º Filme

Raízes

eba1a016aee0ef636d27216496a578a3_jpg_290x478_upscale_q90Exibida em 1977, a minissérie “Raízes” conquistou ao longo de seus 12 episódios cerca de 71% da audiência americana.Os quase 100 milhões de telespectadores que acompanharam a mini-série são considerados a audiência mais alta para um show dramático na história da televisão americana.Foi indicada a 37 prêmios Emmy, ganhou apenas nove, foi um dos fenômenos televisivos mais importantes de todos os tempos.

A história começava em 1750, na Gâmbia, com o nascimento de Kunta Kinte, filho de Binta e Omoro. Após seus primeiros anos felizes em seu país, aos 17 anos Kunta é capturado, levado de barco até a América e vendido como escravo. Apesar disso, o jovem permanecerá rebelde pelo resto dos seus dias e, sempre à procura da liberdade, protagonizará várias tentativas de fuga que acabarão lhe custando parte de um pé. Mas a saga de Kunta Kinte e sua família não foi apenas sucesso de ibope, foi também um sucesso cultural. Além da presença de alguns nus, algo impensável até esse momento na televisão, Raízes tinha a particularidade de ser protagonizada por um elenco quase todo afro-americano. Isto, que hoje parece um dado irrelevante, era revolucionário numa televisão que, 20 anos antes, evitava em suas telas qualquer presença afro-americana, fora alguns esportistas ou certos cômicos. Esse sucesso sem precedentes fez com que se filmasse uma segunda parte, que estrelou no ano seguinte.

2º Filme

South Central – O Bairro Proibido

South Central - O Bairro Proibido - Poster / Capa / Cartaz - Oficial 1Um homem é condenado à prisão por 10 anos. Ao sair da prisão, ele quer viver uma vida normal e parar com o crime, mas ao sair da cadeia encontra  seu filho envolvido no mundo da criminalidade.

South Central e filme de Gângster com trama redentora que  se desenrola ao longo do filme, retratando a mudança de comportamento de um homem negro a partir das situações vividas durante a reclusão ao sistema carcerário.

 

 

 

3º Filme

A História de Vernon Johns

Vernon Johns (22 de abril de 1892 – 11 junho de 1965) foi um pastor e ministro americano, líder dos direitos civis na luta pelos direitos para os afro-americanos nos anos de 1920.
Ele é considerado por alguns como o pai do movimento americano pelos direitos civis , tendo lançado os alicerces em que Martin Luther King, Jr e outros iriam construir na década de 60.

 

Ano de lançamento 1994

 

 

4º Filme

Mississipi em Choque

e7b6506f5b985e68fb183623d0923c6a_jpg_290x478_upscale_q90Numa região dominada pelo preconceito racial, nasce uma grande amizade entre duas pessoas diferentes na cor, porém iguais em seus ideais.

Mississipi, 1964. Rachel (Pam Potillo), jovem negra, tem amigos brancos, como Jenny (Amanda Peterson), e luta para que a segregação racial não divida a comunidade em que vive. A tensão aumenta quando um xerife declara não aceitar que negros tenham direito o direito de votar, incitando uma revolta branca.

Estreia Mundial: 14 de Janeiro de 1985

 

5º Filme

Missisipi em Chamas

mississipi-em-chamasO Filme Mississipi em Chamas aborda o tema da discriminação racial no sul dos Estados Unidos, narrando acontecimentos reais sob a ótica ficcional. Sob a direção de Alan Parker e com roteiro de Chris Gerolmo, Mississipi põe em evidência a história da investigação do assassinato de três ativistas dos direitos civis, dois brancos e um negro, em 1964 e expõe com cenas fortes a discriminação racial vigente no estado de Mississipi. O filme teve repercussão mundial e foi indicado a 7 Oscars. Todavia, venceu na categoria “melhor fotografia”.

6º Filme

A História de Marva Collins

cebcc5f79e0091839001c84160ec0356_jpg_290x478_upscale_q90Em 1975 (EUA, Chicago/Garfield Park), uma professora que ensinava na região pobre de Chicago ficou desencantada com a escola pública. Convencida de que o fracasso dos alunos em aprender era resultado da burocracia e de educadores apáticos, ela se rebelou e desafiou o sistema. Essa professora é Marva Collins. Decidida a buscar padrões mais elevados, resgatou seu fundo de pensão e transformou o segundo andar de casa na Westside Preparatory School. Como primeiros alunos teve seus três filhos e umas poucas crianças, recrutadas entre as consideradas incapazes pelo sistema escolar oficial. Após muitos desafios teve seu esforço reconhecido pela luta por uma formação de qualidade aos alunos de escola pública.

7º Filme

Rue Cases Nègres

9927c84c8957b1d003e287f31c2feac6_1_jpg_290x478_upscale_q90Filme que acompanha a rotina da população de trabalhadores de uma plantação de cana-de-açúcar em 1930. As crianças passam o Verão brincando, e José, de 11 anos, órfão, é educado com firmeza e amor por M’an Tine, sua avó. Em breve, a vida separará todas as crianças da Região de Martinica (França) em função dos êxitos ou fracassos escolares…

21 de Setembro de 1983
8º Filme
Febre da selva
23e70f9d1fd989b0713f883b5665869e_jpg_290x478_upscale_q90Jovem e bem-sucedido arquiteto negro causa furor quando inicia um romance extra-conjugal com sua secretária branca, descendente de italianos. O caso se transforma no estopim para uma acirrada disputa entre membros das duas famílias e revela as diferenças entre as duas etnias.
Filme de Spik Lee.
9º Filme
Sonho Americano
da8226198afe2449c8ff8f7d91001547_jpg_290x478_upscale_q90Três histórias sobre o racismo: agricultor descobre que sua mulher o trai com mascate branco; professor perde sua chance de ascensão quando um de seus alunos pinta deus negro; pianista de sucesso reencontra a filha da patroa, que nunca lhe deixava tocar piano em casa.
10º Filme
PRIDE

 

2f32ef26095e2072b40c2cc5777d04b2_jpg_290x478_upscale_q90Este filme fala da primeira equipe de natação formada por pessoas negras nos EUA.

Por conta da má conduta dos adolescentes que frequentam o departamento de recreação da Filadélfia o lugar parecia estar com os dias contados. Mas isso até a chegada de Jim Ellis (Terrence Howard), um homem determinado a colocar ordem em tudo quando decide criar uma equipe de natação e assim dar um pouco mais de dignidade aos jovens.
11º Filme
I AM SLAVE
download
Eu sou escravo é um filme produzido para TV  Channel 4  britânica em 2010, e sobre a história de luta de uma mulher para a liberdade da escravidão moderna. Ele estreou em 30 de agosto de 2010. O filme se baseia principalmente em Mende Nazer , é uma excepcional história de luta de uma mulher para a liberdade da escravidão moderna. Dirigido por Gabriel Ranger e escrito por Jeremy Block, estrelados pela linda atriz nigeriana de 25 anos de idade, radicada na Inglaterra, Oluwunmi Olapeju Mosaku. Deleita-nos com uma interpretação brilhante, onde Malia nos leva a uma reflexão aprofundada e visceral do problema que passou a personagem e sua luta de superação.

Anúncios

2 Respostas to “Filmes negros que marcaram a ruptura racial nas telas de cinema.”

  1. Como adquirir esses dvd meu povo?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: