Invenções tecnológicas africanas, afro-brasileiras, afro-americanas e afro-caribenhas

África e os paises da diáspora tem inventado  várias soluções inovadoras, desde tornar a vida um pouco mais fácil em áreas rurais até, realmente, salvar vidas nas situações mais terríveis através da ciência e tecnologia.

 

Grupo de adolescentes inventa gerador movido à urina

 

Duro-Aina Adebola, Akindele Abiola, Faleke Oluwatoyin, de 14 anos e Bello Eniola, de 15 anos. Você não faz a menor ideia de quem sejam, talvez perceba que são africanas pelo nome, mas garanto: elas fizeram nessa pouca idade bem mais do que a maioria das pessoas fazem em suas vidas inteiras. Elas desenvolveram um gerador de eletricidade movido a urina. Nada de xixi no banho, isso sim é ser criativo.

A novidade foi apresentada durante a Maker Faire Africa, um evento de inovação que acontece todo ano, cada vez em uma cidade diferente da África. A de 2012 foi em Lagos, capital da Nigéria. A ideia é incentivar comunidades locais a desenvolverem tecnologias que possam melhorar as suas vidas e a de outras pessoas do continente que vivam em condição semelhante. É a África se ajudando por ela mesma, sem depender da compaixão ou da boa vontade dos países ricos. Clique aqui para conferir as invenções mais legais da Maker Faire desse ano.
O segredo é transformar o xixi nosso de cada dia em gás hidrogênio: a urina é colocada dentro de uma célula eletrolítica, um tipo de dispositivo que transforma energia elétrica em energia química. Esse processo isola o hidrogênio da urina para, em seguida, purificá-lo dentro de um filtro de água. Então um cilindro de gás leva o hidrogênio para um segundo recipiente, dessa vez repleto de borato de sódio, cuja função é retirar toda a umidade dele e deixar o hidrogênio na forma de gás. Esse gás será o combustível do gerador.
– A urina é colocada numa célula eletrolítica, que quebra a ureia em nitrogênio, água e hidrogênio.
– O hidrogênio vai para um filtro de purificação de água, depois para um cilindro de gás.
– O cilindro de gás empurra o hidrogênio para outro cilindro contendo bórax líquido, que é usado para remover a umidade do hidrogênio.
– O hidrogênio purificado é colocado no gerador.
– 1 litro de urina rende 6h de eletricidade.
Como dá pra ver na foto, é tudo meio feito na base do improviso, o que deixa o gerador – e a iniciativa das meninas – ainda mais admirável. De acordo com Gerardine Botte, engenheira química da Universidade de Ohio, a grande sacada da invenção das meninas é o potencial que ela tem para tratar a água residual de indústrias.

Cardiopad

565667.gifO Cardiopad, tablet que permite fazer exames cardíacos como electrocardiograma (ECG) em localidades rurais remotas, foi criado e desenvolvido pelo empresário Marc Artgur Zang Adzaba. O dispositivo é mais eficaz em áreas onde tais testes de diagnóstico cruciais nunca foram disponibilizados. O dispositivo está disponível apenas nos Camarões, mas diz-se que a Himore Médico, empresa que produz o aparelho, encontra-se em processo de comercialização do aparelho noutros mercados africanos. Segundo a imprensa, “esta inovação vai permitir que muitos pacientes cardíacos recebam um diagnóstico imediato, um luxo que eles não poderiam receber, senão podessem viajar até um centro urbano.”

Carregador para telemóveis em sola de sapatos

565669.gifAnthony Mutua, inventor queniano, desenvolveu uma forma bastante simples para carregar telemóveis, ao utilizar a energias dos pedestres. A invenção é composta por chips ultra-finos de cristal que são montados na parte inferior da sola do sapato.  À medida que o utilizador caminha gera electricidade através da pressão exercida sempre que os chips são pisados. Os chips custam cerca de 46 dólares. Recentemente, o projecto recebeu 6.000 dólares pelo Conselho do Quénia Nacional de Ciência e Tecnologia, assim como a promessa de produção em massa para alcançar um mercado maior.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: